Como brinca a criança com 5 anos?

O teu filho já vai fazer 5 anos e parece que foi ontem que ainda era bebé e que nem a cabecinha conseguia levantar! O tempo passa a voar, mas não vale a pena ficarmos nostálgicos que esta é uma fase giríssima, com muitas gargalhadas e aventuras! Vamos contar-vos como é o desenvolvimento da criança aos 5 anos e quais são os jogos com que mais desfruta nesta idade. Embora, como já sabem, cada criança é um mundo;)

Como é a criança nesta idade?

Desenvolvimento físico e motor

A criança nesta idade já tem a motricidade grossa praticamente desenvolvida, ainda que em algumas atividades continue pouco hábil. O seu equilíbrio e agilidade melhoraram muito e quando dança já acompanha melhor o ritmo da música.

Também notaremos um avanço na sua motricidade fina, podendo recortar, colar e pintar. No entanto ainda lhe custa um pouco desenhar com lápis, embora os seus traços melhorem cada vez mais. Já tem mais precisão quando utiliza ferramentas.

Nesta altura a lateralidade da criança já está definida ou seja, já saberemos se é canhota ou destra.

Vuelve a jugar

Desenvolvimento social e emocional

A principal característica da criança nesta idade é a independência, já não precisa de estar constantemente com um dos seus pais. Procurará relacionar-se com outras pessoas para pôr em prática as suas habilidades comunicativas. Nesta fase é importante explicar-lhe que há que seguir certas normas ao falar com pessoas que desconhece.

A partir dos 5 anos é muito importante para a criança a sua relação com as outras crianças. Quererá sentir-se parte do grupo e pertencer-lhe, já que nesta idade começa a fazer verdadeiros amigos.

O egocentrismo que predomina até esta idade vai desaparecendo e a criança já pode pôr-se no lugar dos outros e entender outros pontos de vista. Começa a compreender noções como justiça e os valores sociais, pelo que já será capaz de seguir regras, de ser mais respeitosa com os outros, de partilhar os seus brinquedos e de se preocupar se vê alguém triste.

Por outro lado é capaz de expressar e controlar as suas emoções frente aos demais, como por exemplo refrear a sua vontade de chorar frente a desconhecidos.

Desenvolvimento cognitivo

Nesta idade tenta ler e escrever as suas primeiras palavras. O seu vocabulário é muito amplo e verbaliza perfeitamente. A sua forma de falar é como a de um adulto, constrói frases e responde de forma concreta ao que se lhe pergunta.

Começa a compreender a diferença entre o real e o imaginário, e que os jogos têm regras que há que cumprir.

A sua curiosidade fica ainda mais desperta e quer saber tudo e explicá-lo por si mesma. Já conhece todas as partes externas do seu corpo e mostra interesse em algumas internas como o cérebro e o coração. Também é provável que queira saber de onde vêm os bebés, um tema que pode ser um pouco incómodo para alguns adultos, mas que é importante abordar com naturalidade para não se criarem tabus. O ideal é responder-lhe com a informação básica, sem explicar mais do que aquilo que criança pergunta. Por exemplo, podemos primeiro contar que o bebé cresce na barriguinha da mãe até que esteja pronto para sair. Se depois perguntar como chegou o bebé à barriga da mãe, podemos dizer que o pai lá pôs uma sementinha, etc.

Para que possa desenvolver-se adequadamente nesta etapa a criança deverá dormir entre 11 a 12 horas por dia.

Para su correcto desarrollo un niño de esta edad debería dormir entre 10 y 11 horas de media al día.

Os jogos e brinquedos de que mais gostam a partir dos 5 anos

Está a aprender muitas coisas novas e vai gostar de pôr em prática todos os seus progressos com os jogos de letras e números, os quadros, os jogos de lógica…

Os jogos de mesa ajudam-na a entender as suas regras e a relação causa-efeito, e além disso encantam-na, porque com estes jogos passarão momentos muito divertidos em família.

Adorará todas as atividades que se desenvolvem com mais crianças, como jogar à bola, ténis, andar de bicicleta e cantar e dançar ao som da música. Já tem a capacidade necessária para se concentrar e desfrutar a tocar instrumentos musicais.

Continua ainda com os jogos de imitação: profissões, mães e pais, animais de estimação de brinquedo…

E claro que a tecnologia também fará parte do seu tempo de jogo, mas devemos limitar o seu uso e fomentar os jogos que as fazem sonhar, descobrir, sentir, partilhar… resumindo, os jogos que as fazem crescer.