Como brinca a criança com 8 anos?

O teu filho vai fazer oito anos? Como o tempo voa! Vamos dizer-te como são as crianças com esta idade e quais são os seus interesses e jogos favoritos.

Como é a criança desta idade?

Desenvolvimento físico e motor

Com oito anos a criança continua o seu crescimento sem grandes alterações a nível físico. Parecerá que algumas têm os braços e pernas demasiado compridos em relação ao resto do corpo mas isto é normal, e o famoso “pulo” dar-se-á em poucos anos.

Veremos grandes progressos na sua coordenação e noutras capacidades motoras, pelo que é perfeitamente capaz de praticar qualquer desporto e provavelmente melhor do que muitos adultos 😉

Continuará a perder quatro dentes de leite por ano que irão sendo substituídos pelos definitivos.

Desenvolvimento social e emocional

O seu processo de socialização continua imparável. Os pais já não são o seu único apoio e até pode começar a questionar algumas das suas decisões. Perante tal deveremos permanecer firmes tentando, na medida do possível, explicar-lhe porque fazemos as coisas de determinada forma, já que isto a ajudará a aprender a tomar decisões.

Os seus amigos são cada vez mais importantes e será a partir de agora que se formam as suas verdadeiras amizades, aquelas que recordará durante toda a sua vida, mesmo que não mantenham ligação quando adultos.

Também é provável que comece a comparar-se a outras crianças, por exemplo, pode queixar-se porque não a deixam ver um programa que um amigo vê. Devemos neste caso fazê-la entender que cada família tem as suas normas e o clássico “se o teu amigo se atirar da ponte também te atiras?” de certeza que não faltará 😉

Continua a ser destemida na hora de fazer coisas novas, podendo no entanto mostrar às vezes medo do fracasso, pelo que deveremos trabalhar com ela para fomentar a segurança em si mesma.

El niño a esta edad sigue siendo atrevido a la hora de hacer cosas nuevas, no obstante puede que a veces muestre miedo al fracaso, que deberemos trabajar con él para fomentar la seguridad en sí mismo.

Desenvolvimento cognitivo

Nesta fase as responsabilidades escolares da criança aumentam, pelo que devemos assegurar-nos de que os seus hábitos de estudo são os adequados e de aguenta a carga de trabalho.

A leitura ajudá-la-á a expressar-se melhor por escrito e oralmente, sendo um fator fundamental para evitar erros de ortografia. Por isto, e por muitos outros motivos, devemos fomentar a leitura por prazer nas nossas crianças, mas sem pressioná-las para não causar o efeito oposto.

Nesta idade interessa-lhes tudo o que acontece fora de casa: o espaço, a natureza, o passado…pelo que podemos aproveitar esta curiosidade para introduzir na sua biblioteca livros relacionados com as suas incontáveis perguntas.

Já distingue o que está bem do que está mal e sente-se culpada se faz algo que sabe não estar correto.

Já não exterioriza tudo o que lhe passa pela cabeça, e começarão os segredos e as mentiras conscientes.

A sua capacidade de concentração é muito elevada e tentará resolver os problemas à sua maneira, antes de pedir ajuda a um adulto.

É também muito impaciente e detesta esforçar-se para obter uma recompensa que não seja a curto prazo. Neste sentido os pais têm um papel fundamental, não devendo dar-lhe sempre o que quer e quando quer, e o melhor (ou pior, dependendo da perspetiva) exemplo é o de dar-lhe o tablet ou telemóvel quando está aborrecida. Às vezes é melhor esperar.

As crianças nesta idade devem dormir uma média de 9 a 12 horas por dia.

Os jogos e brinquedos de que mais gostam a partir dos 8 anos

Aos oito anos desfrutam muitíssimo com os jogos e experiências que lhes permitam descobrir a natureza e o funcionamento das coisas. A tecnologia em geral é algo que apaixona a maioria, pelo que os robôs e os drones têm êxito assegurado.

As atividades desportivas também os encantam, e são cada vez mais competitivos, esforçando-se por ganhar.

Nesta idade é provável que desperte na criança um grande interesse pela música e começará a definir os seus gostos musicais. Também é habitual que desenvolva o gosto pela fotografia, uma vez que lhe permite mostrar a sua visão do mundo.

Não obstante, o melhor é sem dúvida observar a criança e perguntar-lhe o que quer e gosta, já que nesta idade já tem muito claro o que lhe agrada. Umas são mais tecnológicas, outras mais desportistas, outras mais criativas e também há as que ainda desfrutam com bonecos. Cada criança é um mundo!